Pesquisar neste blog

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Fala Menino! e Irmã Dulce

Junto com as Obras Sociais Irmã Dulce, desenvolvemos o projeto para uma animação muito especial que contará a história do Anjo Bom da Bahia para as crianças de hoje que não tiveram, como eu tive, a oportunidade de conhecer esta mulher tão especial que desafiando o poder de muita gente e a própria saúde fez tanto bem (e continua fazendo) com tanta devoção e amor que para muita gente seu exemplo é muito mais do que um milagre. Hoje, na fase de Captação de Recursos, o projeto foi aprovado em algumas leis de incentivo fiscal e aguarda patrocínio.

Com ênfase nas suas obras sociais e na sua história, desde a meninice até depois que ela mudou para o andar de cima, a história acompanha a turma do Lucas, depois que eles ficam sabendo que Diogo, o menino que mora na rua, pertinho da casa deles, estava internado no Hospital fundado pela freira. Os meninos, que não conheciam a história desta mulher tão iluminada, ficam encantados com o exemplo que ela deu e resolvem pesquisar sua história para montar uma peça de teatro e é aí que a aventura começa:)

Com roteiro de Breno Fernandes sobre história original minha e storyboard do Diego Sauaia.


Desenhos meus e arte-final de Diego Sauaia.

Modelos para linha do tempo da animação. Desenho e arte-final meus.

História de Terror - Tirinha 8: Um Espírito Esclarecido.


domingo, 29 de setembro de 2013

Fala Menino!, Acessibilidade e Inclusão Social.

 Em  2010, a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia, conhecendo a história do Lucas e toda a turma do Fala Menino! na busca por um mundo onde as pessoas entendam a importância da diversidade e do respeito às diferenças, sejam elas quais forem, nos convidou para criar um dos livros mais importantes da nossa história. Um livro que mostrasse como, na verdade, é simples e positivo conviver com as diferenças, apesar de tanta gente preconceituosa que pensa o contrário. E assim surgiu o livrinho em quadrinhos "Fala Menino! Um por Todos e Todos pelo Outro." Inspirado e orientado pela dissertação da Mestra em Educação e psicóloga Suely de Melo Calixto Caldas, pela UFBA.


Capa do Livro lançado pela SUDEF/SJCDH e distribuído gratuitamente na rede pública de educação em 2010.

























Agora, em 2013, a história continua em uma nova aventura do Lucas e seus amigos, desta vez, discutindo com mais ênfase a questão da ACESSIBILIDADE. Lucas, Leandro, Lina e Jamal (estes dois últimos, apresentados na história de 2010) se vêem às voltas com a questão quando os meninos resolvem criar um clubinho na árvore , esquecendo que o Caio, cadeirante como a Lina, não teria como participar. Muita coisa acontece até que a turma descubra uma solução bem maluquinha. Daquelas assim, tão malucas, que só podem dar certo:)

Veja aqui, agora, pela primeiríssima vez, algumas páginas deste novo livro que tem texto, desenhos e arte-final meus com as cores do Nei Soares Costa.





sábado, 28 de setembro de 2013

É HOJE! Oficina de Desenhos para Crianças e Tarde de Autógrafos dos Livros Fala Menino! na Loja Zepellin!!

Traga suas crianças e venha conhecer os livros da turma do Lucas na Loja Zepellin, hoje a partir das 15:00!
Vou estar conversando com a meninada e contando como surgiu a ideia do Fala Menino! e como eu fui aprendendo a contar as histórias do Lucas, desde o comecinho! Vamos desenhar juntos e dar boas risadas!


Aproveite para completar sua coleção!

domingo, 22 de setembro de 2013

Outros Talentos - Quando o Xaxado, de Antônio Cedraz e o Lucas se encontraram!




Meu primeiro desenho publicado aconteceu no Jornalzinho editado pelo pai do Xaxado, quando eu ainda tinha 8 anos e o homem já tinha muita estrada! Era um Mickey Mouse (na época, eu andava arrastando um boneco plástico do camundongo para onde fosse) com o uniforme do Superman.

Mais tarde, encantado com a possibilidade de seguir os passos do pai do Joinha, acabei fazendo também as minhas histórias em quadrinhos. Foi quando comecei a publicar a tirinha "Liu e o Mágico do Sobaco" no Jornal A Tarde e, alguns anos depois, o Fala Menino!. Numa caminhada em que, volta e meia, nos encontrávamos para conversar sobre nossa estrada, tão cheia de idas e vindas.

E Cedraz sempre me propunha produzir uma série de tiras em que nossos personagens se visitassem. Mas a ideia do homem, genial, não combinava nunca com a minha. Ele queria algo metalinguístico, feito a Turma da Mônica  ou o Pernalonga fazem, de vez em quando. E eu preferia manter o Lucas sem jamais desconfiar que era um personagem meu (até, porque, de certa forma, eu também sou personagem dele). E, sinceramente, eu mesmo detestaria que alguém me contasse que sou apenas o desenho de algum outro cartunista qualquer. Não faria isto com minhas crianças.

Mas os encontros aconteciam nos bastidores. Na luta para apresentar nossas criações pelo mundo, nas bienais e feiras escolares, no carinho de sempre. E, agora, aqui para vocês, finalmente, um encontro muito sonhado por muitos leitores e por nós, também. Tenha certeza!

Quem sabe a gente faz um livro juntos, agora, Mestre Cedraz? O que vocês, leitores, acham da ideia? ;)




sábado, 21 de setembro de 2013

O Fala Menino! - A Série de Tirinhas animadas e a Eletricidade

Enquanto produzimos, ao lado da DPE Produções, a nova série de animação do Fala Menino!, vale lembrar um tantinho da história desta turma nas telinhas.

Aqui, a Turma do Lucas com a redublagem da Álamo- São Paulo.



Com o sucesso das tirinhas animadas nas TVs de todo o país, produzidos pela Fala Menino! Produções, Siriguela/Olhar Filmes e Inventoart, a Fundação Coge encomendou estas versões que foram, novamente, exibidas. Agora com vozes de Pokemóns...

E lá foi a turma do Lucas, mais uma vez, falar sobre nossa segurança no uso da eletricidade. Pra gente, na Bahia, acostumado a ver a turminha, todos os meses, nas contas de eletricidade, o assunto não chocou ninguém. (eu juuuro que tentei deixar esta piada fora deste texto, mas eu sou terrível. Rsrs...)

Assistam aqui, a todos os episódios desta história e conheçam a Aninha, personagem criada pelo Paulo Torinno (veja este post pra saber mais do talento do artista) para o Concurso Energia Amiga da Coelba que movimentou mais de 30.000 estudantes de toda a Bahia!.

Lucas e o Rei Pelé - Quando o Pelezinho fez parte do Fala Menino!



Em 2006, recebi um telefonema de São Paulo. Era do povo que administrava a marca e a imagem do Rei do Futebol, dele mesmo, do Pelé. E eles diziam do outro lado ( e eu mudo, feito o Lucas, do lado de cá) que estavam buscando recriar o Pelezinho. Sucesso indiscutível (e maravilhosamente apaixonante) do Maurício de Sousa entre o final dos anos 70 e meados da década seguinte. Sim, pra meu espanto, eles queriam que eu contribuísse com uma proposta de uma nova imagem para o mascote do rei que, sendo aprovada (outros artistas foram convidados, também), deveria ser utilizada em - pra começar - uma nova série de desenhos animados produzida no exterior. Uma produtora americana estava interessada em um show inspirado no Rei e Pelé (e sua equipe) queriam levar um layout nacional já pronto.

Claro que eu gelei. Ao mesmo tempo excitadíssimo e assustado (tecnicamente alguém assustado está excitado, mas vocês entendem o que eu quero dizer).

Voltei para a prancheta. Lápis, papéis (muitos papéis) e o desafio de propor algo novo que poderia, mais do que fazer meu traço girar o mundo mais rápido do que uma bomba do Rei naqueles pênaltis indefensáveis, ficar no lugar de uma das criações do Maurício que eu mais amava... Que muita gente, com razão, ainda hoje traz no coração. Era responsabilidade demais!

Vasculhei fotos do homem por todo lado. Livros, revistas, páginas na Internet. Notei que havia algo na imagem do Pelé que é quase tão marcante quanto seu talento com a redonda e que não havia ainda sido tão explorado nas suas versões infantis... O seu sorrisão! Aberto, gargalhante, cheio de dentes! E seu sorriso se tornou meu foco, se eu conseguisse me aproximar dele, estaria satisfeito!



Finalmente, pronta, mandei minha proposta sem esperar tanto que fosse escolhida... E não é que foi?!!!

Começaram os movimentos, viagens do povo pra lá e pra cá. E a turma aqui, na torcida...

Mais tarde, soube que o projeto havia sido abortado por razões da produtora americana que o estava contratando. Eles queriam uma série de ação, com um Pelé mais velho inspirando uma turma adolescente (que acabou nem saindo do papel). E o meu Pelezinho entrou no gramado, mas nem jogou. Ficando apenas esta história e, agora aqui pela primeira vez, o registro dela e minha homenagem ao maior camisa 10 que já defendeu a seleção!

Longa vida ao Rei!!! :)


sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Lucas, no traço de outros artistas!

Vou postar aqui, volta e meia, trabalhos de outros grandes talentos do desenho, da pintura e dos quadrinhos representando meus personagens. Na arte de hoje, o traço e as cores iradas do grande Paulo Vítor Torinno. Olha só que maneiro! O Lucas, todo prosa, de óculos escuros ao lado do Xaxado, do Cebolinha e do Maluquinho, curtindo na praia de Itapoan!

Você desenha legal? Mande sua versão de meus personagens pra fazer este espaço ainda mais bonito!


Arte feita para o site Quadro a Quadro na semana do Quadrinho Nacional de 2012.

História de Terror - tirinha 2!!!


Fala Menino! e a História da Dança!

Ano que vem, o Teatro Vila-Velha completará 50 anos de vida. Um dos espaços mais importantes e ativos da cultura baiana e brasileira. E, junto com este aniversário, comemora-se, também, os 10 anos do Espetáculo premiado Da Ponta da Língua à Ponta dos Pés que, de maneira divertidíssima, conta para crianças de todas as idades, a História da Dança. Desde o tempo das cavernas até hoje.

E é esta história que o Lucas e a turma vai descobrir (e contar para o leitor) em um livro lindo, totalmente em quadrinhos escrito, ilustrado e colorido por mim. Aqui, alguns dos personagens do espetáculo e como eles se parecem, aos olhos do Fala Menino!



E, aqui embaixo, o esboço da quarta página da HQ baseada no roteiro original do musical do Núcleo VilaDança.


O espetáculo tem direção e concepção de Cristina Castro e texto de Cristina Castro e João Sanches

Quando Menino Fala de Coisas que Adulto Gagueja.

Desde o comecinho das tiras, em 1996, Lucas (nosso protagonista mudo) fala alto sobre assuntos que muita gente grande acredita delicados demais. Ou de assuntos que os adultos preferem não falar porque acham complicados demais para explicar ou porque, simplesmente, preferem criar a meninada num mundo de fantasia que consideram mais seguro ou mais de acordo com os SEUS pontos de vista... Adultos costumam dizer por aí que querem preservar a inocência das crianças (eles confundem a inocência da meninada com a própria estupidez e esquecem que inocência, que significa ausência de culpa, nunca deveria ser confundida com ignorância - culpa talvez daquela estória do casal, da serpente e da maçã...) E mantém uma redoma de fantasia cor-de-rosa (ou azul-bebê, se você não curte cor-de-rosa) onde não existem diferenças sociais, nem preconceito, nem hipocrisia, nem nenhuma outra "diferença" que lhes façam refletir sobre seus próprios valores. Alguns adultos fazem assim acreditando de todo coração que estão fazendo o melhor. Vá entender!

Tirinha publicada em jornais no dia 22 de Janeiro de 1997.
E a turma começou a falar de inclusão social, antes do assunto virar modinha. E trouxe crianças com deficiência auditiva, visual, mental ou física, filhos de casais separados e meninos que dormem nas ruas para protagonizar aventuras de todo tipo, num tempo em que, na imensa maioria das histórias infantis, todo mundo parecia ser de uma classe média de propaganda de margarina.

Tirinha publicada em jornais no dia 10 de Outubro de 2003
De repente, o Leandro, que é judeu, começou a falar de tolerância religiosa. Mesmo num tempo em que tantos religiosos mais barulhentos que a Carolina, se mostram tudo, menos tolerantes. E Martin e Winnie passaram a alfinetar e a sofrer com a ausência do pai que (na  busca por dar segurança aos filhos) vive para o trabalho. Veio o Caio, em sua cadeirinha de rodas, criticar as dificuldades de acessibilidade e a acomodação dentro das escolas. E veio o Caju, esfregar a homofobia na cara de quem achava que não tinha preconceitos...

Projeto premiado pela Fundação Pedro Calmón - BA e lançado um dia depois q a presidenta vetou o kit contra homofobia, em 2010.


Afinal, é para isto que criança nasce, para esfregar um futuro novo, sem os preconceitos e tantos vícios do passado, em nossas caras. Quem sabe assim, porque talvez somente assim, a gente enxergue como fazer um mundo melhor?

(Mais tarde eu conto a história -real - de quando eu fui acusado de racismo e fui depor no Ministério Público. Daquelas histórias muito chatas que parecem piada, sabe?)


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

História de Terror - tirinha 1 ;)


Desenhos Animados. O Fala Menino! na TV, a primeira série animada inteiramente produzida na Bahia.

Em 2003, Lucas e a turma estrelaram a primeira série de animação inteiramente produzida na Bahia. Exibida em todo o país pela Fundação Roquete Pinto (TVE-RJ), TV Brasil e, aqui na Bahia, pela Rede Bahia e pela própria TVE. Mais tarde, a Fundação Coge (que reúne as empresas distribuidoras de eletricidade em todo o Brasil) produziu uma redublagem pela antiga Álamo- São Paulo e a turminha, agora com vozes de Pokemón, continuou encantando a meninada Brasil a fora.

Notem o design antigo de Winnie e Martin. Winnie, ainda sem os tererês no cabelo e Martin, ainda no armário;)

Rafael explica pro Lucas como, mesmo cego, deixa os pais com cabelos brancos quando usa a internet.


Era a segunda experiência da turma na TV, cinco anos depois do filme animado em computação gráfica, produzido pela Fala Menino! e a Neves Multimídia para a TeleBahia e sete anos antes da RX30 produzir o piloto da nossa nova série, agora com episódios de onze minutos e roteiros originais.

Produzido pela Fala Menino! Produções, Inventoart e Siriguela Filmes, a série de tirinhas animadas do Lucas e seus amigos adaptava tiras já publicadas nos jornais em filminhos de 40 segundos dirigidos por Luis Augusto, David Roth e Adriano Dias, com storyboards de Luis Augusto e Diego Sauaia. No teaser, uma curiosidade, a voz do narrador é a do (naqueles tempos) menino Caio César Dantas, que batizou o personagem intelectual da turma, o Caio (claro, né?).

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Acessibilidade.

Leandro e Lina conversam sobre de que maneira uma pessoa como o Caio (ou ela), na cadeira de rodas, poderia participar de um clube na árvore. E o Leo fica sabendo que este problema, infelizmente, não é só do clubinho deles, mas que ainda tem muita gente que esquece de quem não tem como subir escadas ou passar por portas estreitas...
Quadrinho (em construção) do livro "Um por Todos 2" (título absolutamente provisório) feito para a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos da Bahia.

Finalmente... (mas nem tanto final assim, amanhã tem mais;)

(nota: Tenho certeza que CK se amarra nos quadrinhos. Bem, pelo menos a Lois volta e meia tá amarrada e o Super desamarra ela, rsrs)

Hospital das Crianças.

Infelizmente, a gente ainda fica doente, de vez em quando neste mundo. Mas se é para menino e menina ir pro hospital, pra um curativinho que seja (ou pra alguma coisa mais demorada, se precisar...), melhor que seja em um lugar feito especialmente para atender crianças, né?


Em 2010 foi inaugurado, em Feira de Santana, o Hospital Estadual da Criança , todo ambientado com o Lucas e a turma do Fala Menino! da recepção até a UTI, humanizando até os corredores para as salas de cirurgia!


Que você nunca precise dele mas, passando por Feira, dê uma visitada e tire fotos! O hospital é maravilhoso e, modéstia a parte, ficou bonito demais;) O sucesso foi tanto que Lucas e seus amigos já fazem parte, também, do Hospital do Subúrbio, em Salvador, e começa a se preparar para outras aventuras na área da saúde. Aguardem! 

terça-feira, 17 de setembro de 2013

O mudo no telefone. Fala Menino!, Lucas garoto propaganda de telefonia!




Nosso primeiro parceiro forte, apenas dois anos depois da publicação da primeira tirinha, foi a TeleBahia, que mais tarde tornou-se Telemar. O grande e iluminado poeta Damário da Cruz (hoje em algum lugar no céu, sobre a cidade de Cachoeira), na época diretor de marketing da empresa de telefonia, me telefonou na véspera do Natal de 1998 para iniciar uma parceria histórica!

 Lucas, menino de quase dez anos, mudo desde que nasceu, estava virando garoto-propaganda de uma empresa de telefonia. E somente um poeta teria condições de prever o sucesso desta união. Logo de cara, a Telebahia patrocinou nosso primeiro desenho animado. 10 Minutos de durção, totalmente produzido em computação gráfica (tipo Pixar), com roteiro meu e direção de Marcio Neves e Marco Alemar (que depois se tornaria um dos animadores de maior sucesso do país, inclusive no exterior).


 A parceria ainda rendeu três bienais (nossos primeiros estandes foram bancados por eles:) , mais de 100 cartões telefônicos distribuídos em todo o país e o primeiro (talvez o único) álbum de figurinhas para colecionar os tais (o álbum tinha 31 estampas, pra lembrar o código da operadora) e um monte de amigos. Até hoje, recebo emails e cartas de colecionadores desesperados pra completar a coleção, que infelizmente não tenho como ajudar, já que quem cuidava de tudo era a TeleBahia/Telemar e sequer completei a minha própria (várias estampas lançadas fora do estado nunca chegaram em minhas mãos).

Pra quem é colecionador como eu (junto trecos do Superman desde os 9 anos de idade), nada mais estimulante que o desafio de completar uma coleção. Então, se você tiver algum destes cartões perdidos por aí, pode anunciar aqui:)

Fala Menino! - Copa Inclusiva.

Com base na animação produzida para o Esporte Clube Vitória, Diego Sauaia montou esta animaçãozinha com o Lucas no lugar do Leo para promover o projeto Copa Inclusiva da Editora Humanidades.



Entre outros produtos do projeto, um livro inédito sobre a inclusão dentro do futebol e a história da bola, contada pelo Mateus!




Nunca se sabe...


Dureza, um livro sobre aquele momento em que percebemos que a puberdade está dobrando a esquina.

Um dos livros que estão disponíveis na Zepellin, Dureza, com o prefácio da poetisa Mabel Veloso, acompanha Lucas enquanto espera o pai para conversar sobre esta história de adolescência e tem que se preparar para o campeonato de futebol de botão e desvendar o mistério do primo que, quando não está trancado no banheiro, anda muito cheio de segredos...

Agora, reeditado pela Humanidades Editora, junto com toda a coleção de livros Fala Menino!. Para entrar em contato com a editora e marcar para conversar sobre este e os outros títulos (até pra adoção), procure a Thamile Accioly ou a Waleska Carneiro entrando no site deles AQUI! :)


segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Fala Menino! na Vitrine!

A Loja Zepellin, no Shopping Apipema, na Sabino Silva (indo do Shopping Barra para Ondina) pertinho do Restaurante Mariposa) está com todos os livros da Fala Menino! na Vitrine do mês, anunciando a tarde de desenhos e autógrafos e muito bate-papo com as crianças de todas as idades no mês de aniversário da loja.

Pais e mães, inscrevam seus filhotes para nossa oficina de quadrinhos (dia 28 de Setembro) e aproveitem para conhecer (e presentear) nossos livros, além da moda mais fascino pra Gurilândia de Salvador!



Modernidades necessárias.


domingo, 15 de setembro de 2013

Lembrete pra amanhã: Tirinha nova a partir das 11:00h! :)

Tirinha publicada originalmente em jornais em Abril de 2005, como foi republicada no meu livro "Livro, Livro e Mais Livro" (2005, Fala Menino! Produções Editora)

sábado, 14 de setembro de 2013

Um jogão que nunca aconteceu. Ainda...


Anos atrás, fui procurado pelo diretor de marketing (ou seria comunicação?) do Esporte Clube Vitória com a encomenda de um personagem que, mais do que um mascote, seria a principal ferramenta de comunicação do clube com seus torcedores infanto-juvenis
.
Assim, nasceu o Leonardo. Garoto adolescente antenado e comunicativo que divide o tempo entre a escola, os jogos de futebol e o blog de notícias sobre o time do seu coração: O Vitória, óbvio. Leonardo tinha um segredo. Quando batia no peito a vontade de jogar bola, ele se transformava em LEO, a encarnação do talento futebolístico do Leão da Barra e, bem. Já deu pra sacar o resto.

Além do Leonardo, criei sua irmã, a Renatinha, que jamais acreditou que Leonardo e Leo fossem a mesma pessoa, já que (para ela) Leonardo é simplesmente um garoto comportadinho e nerd que jamais teria o talento do seu ídolo nos campos, o Leo. Amigos e adversários completaram a turma.

Mais do que um projeto para o Vitória, logo tornou-se uma ideia também para os torcedores do Bahia, com a criação de Cadu. O principal jogador do time da outra rua. Cadu e Leo são amigos, mesmo torcendo para times adversários e as histórias da dupla brincavam com esta dinâmica tão gostosa e comum em Salvador (e em qualquer capital brasileira) e propunha uma competição mais divertida entre as torcidas de cada time.

 Produzi dezenas de imagens, tirinhas e, com o talento de Diego Sauaia, meu parceiro na época, produzimos a animação que está neste post. Com a iniciativa do Vitória, diversos contatos com licenciadores interessados foram iniciados. Falava-se de um novo site (que começou a ser produzido), histórias em quadrinhos, livros, brinquedos, roupas, jogos, bandeiras, toalhas etc...

Pena que, mesmo depois de o Vitória lançar oficialmente o Leo na imprensa em 2010, e, entre outras ações, a OAS distribuir uns milhares de bandeirinhas para apresentar o personagem em um jogo qualquer naquele ano, o projeto não foi para a frente. Mudanças internas na administração do clube acabaram engavetando e esquecendo tudo.

Mas a turma continua na torcida;)




sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Só um pequeno teaser para uma das novidades que estão chegando...;)


Fala Menino! - O DESENHO ANIMADO:)

Já imaginou o Lucas e toda a turma numa série de desenhos animados de 11 minutos de duração na tevê?

Bem, esta é a ideia deste projeto da Fala Menino! Produções com a DPE Produções e o piloto (filme pronto para apresentar a ideia, não confundir com o episódio inicial) já está no Youtube faz algum tempo, enquanto buscamos negociar parceiros para viabilizar a produção e exibição do seriado na televisão.

Veja aí, compartilhe e deixe um alô:)

Profundos questionamentos teológicos metalinguísticos e metafóricos.

Comentem

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Vamos ressuscitar isto aqui?:)

Tantas vezes parece que o mundo nas nossas costas não nos deixa tempo pra mais nada e acaba nos afastando das coisas mais importantes. Numa dessas vezes, que demorou tempo demais, o mundo nas minhas costas me afastou daqui.

Mas, agora, estou de volta. Avisem o povo que vai ter atualizações de segunda a sexta e até algumas nos fins-de-semana:)

Tirinhas, novidades, ilustrações do fundo do baú (e outras novíssimas, também) e outras coisinhas e notícias sobre o Fala Menino!, além de outros trabalhos meus. Vai ser a partir deste blog que vou continuar a publicação das tiras em quadrinhos diariamente e continuo contando com a divulgação de vocês!

Vamos em frente? Como diria o Coringa, mas com intenções totalmente diferentes, rsrs: Let's share some smiles!!!

:)